Você já parou para pensar...

na quantidade de propagandas e notícias que utilizam a imagem da criança? São inúmeros outdoors, revistas, propagandas de TV dos mais variados produtos e empresas que optam por divulgar as suas marcas e suas ideias trazendo como protagonista a criança. Pensando nessas e em outras questões é que resolvemos criar este blog, com o objetivo de compartilhar informações, ideias e curiosidades surgidas na Pesquisa "A criança na mídia nossa de cada dia: um estudo sobre consumo, publicidade e cultura infantil".

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

bonecas reborn: crianças por aproximação



Uma menina de doze anos que se queixa: minha mãe não tem mais tanto tempo quanto tinha para mim. Mas, diferente das famílias comuns, Becky não foi deixada de lado por causa de um irmão mais novo, e sim, por um boneco.
A mãe dela, Ashleig Kirby se separou do marido e há seis meses comprou uma boneca Reborn, brinquedos que se assemelham muito a bebês reais. Ashleig acreditava que não conheceria outro homem com quem poderia ter tantos filhos quanto queria. Ela declarou que sentiu ligação mais forte com a chegada do brinquedo do que com o nascimento de Becky: Houve uma corrida imediata do amor. Com Becky, eu estava tão cansado após o nascimento e não me senti tão próxima a ela.


 O boneco, batizado Finlay, tem berço, roupas, cadeira para refeições, assento especial de carro e até tem troca contínua de fraldas - tratado como se fosse um bebê de verdade. Além do tempo dedicado ao boneco, ela vai ser "mãe" novamente. Em três meses uma nova boneca vai chegar na casa, desta vez um bebê mais velho e do sexo feminino, que se chamará Summer.

 A menina Becky admite que esconde seu "irmão" dos amiguinhos na escola, ela teme gozações por parte deles. "Eu acho estranha a obsessão dela. Acho assustador e não conseigo entender", disse a menina.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

comércio não para

O gerente e funcionários do restaurante fast-food em Chaddesden estão revoltados com o fato de terem de trabalhar no dia do natal. O McDonalds vai funcionar durante sete horas neste feriado, mas contra a vontade dos funcionários.
Os líderes de uma igreja local também se manifestaram a respeito da decisão do restaurante. "Eu estou triste que tenhamos chegado a este ponto na nossa sociedade, onde algo que quer dizer tão pouco significa tanto quanto o Natal. Isso mostra o contínuo declínio da cristandade", disse Wayne Stillwell.
Um dos funcionários declarou que, em sua opinião, algumas pessoas que prestam serviços essenciais têm de trabalhar no dia de Natal - mas que não sinte que os empregados de um fast-food devam estar na mesma situação.
 

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

os limites do consumo

Quando se tem a primeira namorada é natural que se queira estar sempre com ela. Mas Luke aprendeu que o amor tem um preço - £ 912 para ser exato.
De acordo com o Jornal Daily Mail, o garoto Luke Armstrong, de 14 anos, gastou a quantia em apenas um mês de uso, aumentando a conta habitual de £28 para £900. A mãe dele diz que perdoa o acontecimento. "Lucas tem uma namorada e estava usando o telefone no meio da noite e na hora do almoço da escola para falar com ela. É muito bonitinho, mas quando vi a conta quase tive um ataque cardíaco. Eu acho que é chocante que empresas de telefonia não lhe deem um aviso quando você chega perto do limite de minutos.", disse ela.

Luke Armstrong e sua mãe Julie Muller


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

yoga para crianças

Elas têm energia de sobra. Por isso, uma aula de yoga  para criança parece uma tarefa impossível. Apesar disso, a prática se difunde cada vez mais entre os pequenos. “Adoro a postura da águia, porque ela tem força e equilíbrio”, diz Isabel Mendes, de apenas 7 anos. "Ela gosta muito também da saudação ao sol. Vive fazendo aqui em casa", conta a mãe, a jornalista Larissa Ribeiro que, em vão, tenta convencer a filha a voltar para a natação. “Ela já sabe nadar, mas achamos que precisa melhorar o estilo e pegar mais segurança. Mas ela não gosta, não tem jeito, só quer saber da yoga”.

A professora Carla Vollmer dá aulas para crianças de cinco a dez anos na Sauer Danças, no Rio de Janeiro.  “Eu quis dar aulas para crianças porque eu adoro trabalhar com crianças e vejo como os meus filhos (foto) curtem fazer yoga. Crianças nessa idade são muito abertas, é fácil ensiná-las sobre respiração e concentração, e quanto mais cedo temos contato com as possibilidades do nosso corpo e a capacidade de sentir uma calma interior, mais centrados poderemos ser”, explica. Qual a idade para começar? “A partir de 5 anos eu acho que já dá pra ensinar algumas coisinhas. As meninas geralmente são um pouco mais calmas...”, explica Carla.

A yoga traz muitos benefícios. A professora enumera alguns: “a criança cria auto confiança à medida que vai aprendendo os ásanas dentro de um ambiente não competitivo. Elas entram em contato com a respiração e podem usá-la para encontrar mais calma em momentos difíceis ou de estresse. Procuro colocá-las em contato com as sensações do corpo para aprenderem a ter mais consciência das emoções quando elas afloram. E a maioria das crianças adora saber que tem a capacidade de fazer um sapo, uma tartaruga, o leão, e se divertem”, diz.
Seus filhos, de quatro e dois anos, praticam desde os dois. É que ela e o marido, o também professor Matthew Vollmer, respiram yoga. Mas não são apenas as posturas. O professor Fernando Rebelo Costa, que ensina na Escola Parque, ressalta a diversidade. "Além dos ásanas, existem práticas de mantra, cidadania, trabalho interno, meditação. Tudo isso faz parte da yoga como um grande conjunto. A yoga permite um autoconhecimento mais profundo e facilita atingir o potencial que cada um tem como ser humano", diz. Para ele, fundamental é individualizar a aula. "Cada criança tem seu próprio tempo. Também é preciso transfomar a aula em numa experiência  lúdica", explica.


segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

monitoramento da publicidade de produtos e serviços destinada a crianças

Os dados abaixo são resultados da pesquisa inédita “Monitoramento da publicidade de produtos e serviços destinada a crianças”, realizada entre 27 de setembro e 11 de outubro pelo Observatório de Mídia Regional da Universidade Federal do Espírito Santo em parceria com o Instituto Alana.

A empresa campeã foi a Mattel, com 50% de publicidade a mais que a segunda colocada, a fabricante Hasbro, que anunciou cerca de 6 mil vezes para crianças no período.

Embora as marcas de brinquedos tenham sido as mais anunciadas nos dias monitorados, o direcionamento de publicidade para o público menor de 12 anos não se limita a produtos infantis. O levantamento identificou que, entre todas as publicidades veiculadas no período, a criança foi alvo de 64% dos anúncios.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Saint-Exupéry para crianças através da TV

O Pequeno Príncipe é um dos livros infantis mais famosos de todos os tempos. Agora as crianças poderão acompanhar essa bela história através da tv! O canal de TV por assinatura Discovery Kids Brasil começou a transmitir no dia 2 dezembro desenho animado O Pequeno Príncipe!

prêmio manipuladora infantil

Protesto realizado pelo Instituto Alana

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Na hora de comprar, a opinião das crianças influencia. E muito!

Aproximadamente 73% dos pais pedem a opinião dos filhos na hora de comprar um produto, seja ele um produto infantil ou não. 60% das crianças afirmaram, por exemplo, que os pais levam em conta seu ponto de vista na hora de comprar o carro da família.

De acordo com uma  pesquisa recente realizada pela Viacom a criança também influencia na tomada de decisões de onde a família costuma ir: para ir ao cinema, 66% das decisões são feitas de forma colaborativa e só metade dos pais afirmou escolher os restaurantes para os filhos. A internet e a tevê aparecem como principal fonte para pesquisar produtos. 82% das crianças declararam a internet como a principal fonte de pesquisa, seguida dos comercias de tevê, com 70%.

comercial provocativo

Comercial produzido e veiculado na Alemanha.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

POLUIÇÃO MENTAL

“Como lutar contra o fluxo incessante de logos, marcas, slogans e jingles que inundam nossas ruas, invadem nossas casas e aparecem nas nossas telas?” É com essa questão que Micah White, editor da revista Adbusters, começa sua coluna sobre a publicidade como forma de poluição mental. Para ele, o verdadeiro perigo na publicidade não são as mensagens individuais, mas sim o efeito produzido na nossa “ecologia mental” pelo grande volume de publicidade a que estamos expostos. “Pense nas consequências mentais a longo termo da exposição ao comercial da Nike, dezenas de vezes ao dia, desde seu nascimento até a morte”, exemplifica. Quais os possíveis danos a nossa psique?



Apoiado na teoria de Michel Serres, White explica que é necessário “parar de ver a publicidade como forma de comunicação comercializada e começar a vê-la como poluição”. De acordo com a teoria de Serres, os animais (humanos inclusive) usam a poluição para marcar e se apropriar de territórios, através da sua destruição – e nesse quesito estaria também a publicidade, considerada como poluição ‘soft’.

No final do seu artigo, White se junta a Serres em um apelo, pedindo a ação da sociedade contra a poluição mental e ambiental da publicidade. “A Terra está sendo dominada por corporações. Quer seja se apropriando do oceano com vazamentos de óleo ou se utilizando de espaços públicos com propagandas, corporações usam a poluição para roubar o que é nosso”, explica.
dados do Dia das Crianças 2010

bebês como adornos

A novidade nas campanhas de moda é a aprição de bebês para fortalecer a ideia da marca das campanhas em questão. Um exemplo é a capa da Vogue espanhola na edição de dezembro, onde a modelo Dree Hemingway aparece num look natural em tons de nude, segurando um bebezinho nu.

outros exemplos em edições da Vogue americana em 2010

terça-feira, 29 de novembro de 2011

o exagero pela busca da perfeição

O escritor Gilmar Marcílio, que contribui para o jornal caxiense Pioneiro, fez uma publicação em sua página on line "Mar de Ideias", sobre o exagero dos pais diante da aparência de seus filhos - a dita busca pela perfeirção.


O texto, postado por ele no dia 23 de novembro, segue abaixo:

Perfeição não é isso

Leio que a nova moda entre pais e mães zelosos é submeter seus filhos a cirurgias plásticas para a correção de pequenos defeitos: uma mancha na pele, orelhas proeminentes, remoção de sardas . Não pensem que essas intervenções acontecem na pré-adolescência. Lá pelos cinco ou seis anos as pobres vítimas já sofrem esse tipo de “abuso” por parte dos genitores.
Ok. Qual pai não sonha com um filho perfeito? Mas já estamos exagerando, por favor. E que poder de decisão tem uma criança nessa idade? Será que o que incomoda os adultos incomoda a eles também? Seria mais correto, sem dúvida, deixar que eles decidam por conta própria, na idade certa. Até porque os padrões estéticos variam muito de geração para geração. Pra mim isso só tem um nome: mutilação não consentida. Difícil não radiclaizar.
Histórias assim têm apavorado muitos psicólogos e psiquiatras de bom senso. Além de estar infligindo dores desnecessárias, alteram algumas partes do corpo que provavelmente não estão incomodando ninguém. Só aos obcecados pela beleza absoluta, um ideal absurdamente difícil de alcançar.
Sinceramente, não sei no que isso vai melhorar o futuro profissional ou afetivo das crianças. É claro que aqui devemos excetuar todos os casos de má formação congênita, de defeitos físicos mais graves que comprometam a saúde ou mesmo a inserção social. Nos demais casos, duvido que procedimentos como os descritos sejam um passaporte para a felicidade.
Portanto, invoquemos a velha e boa prudência. Qualquer precipitação pode ser fatal. Às vezes, literalmente.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

mais uma campanha britânica é censurada pela ASA

Menos de um mês após censurar a foto sugestiva de Dakota do Reino Unido, a ASA – agência britânica que regulamenta a publicidade no Reino Unido, censurou a imagem de Hailee Steinfeld sentada no trilho do trem, pro inverno 2011 da Miu Miu. Segundo a agência, a imagem é irresponsável pois retrata uma criança em uma locação perigosa. A Prada já contestou o veto, declarando que a foto é parte de uma campanha séria, baseada no cenário de um filme imaginário e que a Hailee poderia ter saído do trilho facilmente, pois não estava presa a ele de forma alguma, mas a agência não voltou atrás e proibiu a circulação da foto em terras britânicas. A ação agiu agora, mas a campanha já foi veiculada e nem está mais sendo distribuída nas revistas de moda do país. A Miu Miu já está divulgando sua campanha 2012.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

catálogo de vendas online é vetado por incentivar anorexia

Imgens do catálogo de venda da Drop Dead Clothing

Duas fotos da modelo Amanda Hendrick, de 21 anos, que faziam parte de um catálogo de vendas online foram banidas pela Advertising Standards Agency (ASA), órgão regulador da publicidade no Reino Unido. As imagens, em que a modelo aparece vestindo biquíni, foram consideradas socialmente irresponsáveis, devido ao aspecto anoréxico da modelo. As fotos da marca Drop Dead Clothing são consideradas representativas da juventude. "Amanda é certamente magra, eu não estou contrariando. Nós nunca tínhamos tido qualquer reclamação. Eu a conheço, ela não é anoréxica ou tem problemas de saúde, e tem uma dieta saudável. Ela apenas é uma pessoa naturalmente magra”, declarou a funcionária da empresa Carol Sykes.
Em declaração ao jornal Daily Mail, a ASA, disse que nas fotos as cavidades nas coxas de Amanda estavam visíveis e que ela tinha ossos da coxa proeminentes. O órgão afirma acreditar que as imagens podem não causar graves ofensas, mas que, mesmo assim, decidiu agir pela remoção para que crianças e jovens não sejam diretamente influenciados pelas imagens da modelo.

Amanda, a segunda da direita para esquerda, foi eleita este ano como a mulher mais fashion da Escócia.


Postado por Marina

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

com as roupas da filha

A mãe que sofre de anorexia pesa 5kg a menos do que a filha de sete anos. Publicada nesta terça (8) no site do jornal britânico Daily Mail, a foto ao lado parece mostrar duas irmãs - inclusive usando roupas iguais. Rebecca Jones, de 26 anos, pesa hoje 32,3kg - menos que a filha Maisy, que pesa 37,4kg e tem 20 centímetros a menos. Ela teve início na doença há 15 anos, após o divórcio de seus pais.
Ela conheceu o pai de Maisy quando tinha 19 anos e estava na Universidade. Ela tinha assumido o fato de que a anorexia a tinha deixado estéril e não tinha ideia que estava grávida até que sentiu um pontapé. Um exame revelou que ela estava com 26 semanas de gravidez. De acordo com a reportagem, ela recebeu uma dieta que incluía comer frango e tomar pílulas de vitaminas para ajudar o bebê, mas seu estômago não estava acostumado a eles. "Meu namorado tentou me fazer comer, mas meu estômago estava tão acostumado a pequenas quantidades, que a alimentação adequada me deixava enjoada."
Apesar de sobreviver com uma dieta de pão e beterraba, a filha nasceu saudável. Mas Rebecca não produziu leite para amamentar. Após se separar do pai de Maisy, ela passou a se alimentar a praticamente apenas de líquidos, o que diminuiu seu peso. Ela agora tem seus níveis de potássio e frequência cardíaca monitorados regularmente e incentiva a filha a comer chocolates e bolos. "Vestir as mesmas roupas que Maisy me dá uma sensação de orgulho. É errado, mas me faz sentir bem. Eu não acho que eu estou magra - eu sempre me vejo como maior.", disse ao jornal.



Postado por Marina

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Thomas Suarez, de 12 anos, é palestrante sobre tecnologia

A tecnologia é dominada mais facilmente pelos mais jovens. Isso fica cada vez mais claro através das notícias veiculadas envolvendo crianças, a exemplo das matérias sobre o menino de 12 anos que organizou um grupo em sua escola a fim de criar novos aplicativos para iPade e iPhone. Thomas Suarez palestrou sobre sua iniciativa e suas criações, das quais a mais popular é o game "Bustin Jiebier", onde os jogadores devem acertar a cabeça do ídolo teen Justin Bieber - astro que na sua escola é repudiado. Sua palestra aconteceu no TEDx, em Manhattan, evento que discute e apresenta novas tecnologias, sua representatividade e repercussão nos dias atuias. O evento terá sua próxima edição neste mês na cidade gaúcha Caxias do Sul.
O vídeo da palestra de Thomas se tornou popular e é estimulante a outros estudantes que se interessam por novas tecnologias. “Muitas crianças gostam de jogar games. Mas hoje elas também querem criá-los. E é difícil porque muitas não sabem para onde ir”, disse ele.


Postado por Marina

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

campanha de "Oh, Lola" é vetada

censurada
E a ASA, agência reguladora de publicidade no Reino Unido, agiu novamente. O orgão proibiu no Reino Unido a campanha do perfume “Oh, Lola!”, de Marc Jacobs, por ser sugestivo demais e denotar sexualização infantil. De acordo com a ASA, o comprimento do vestido de Dakota Fanning, suas pernas e a posição do frasco na foto denotam sexualidade – e mesmo a atriz tendo 17 anos no momento em que a foto foi feita, a agência afirma que ela aparenta ter menos de 16, além do produto não ser voltado ao público infantil.
Em resposta à censura, Marc Jacobs fez um comunicado à imprensa no qual diz ter sido um prazer trabalhar com a atriz e que sua empresa jamais teria sugerido nada que achasse inapropriado em uma campanha: “É realmente uma pena que as pessoas tiraram algo negativo do que acreditamos ser uma campanha ótima e que representa a fragrância tão perfeitamente.”
Desde o primeiro momento em que imagens da campanha vazaram na internet, elas têm sido polêmicas.





Postado por Marina

estratégias mais usadas pela publicidade infantil

confira a reportagem completa em: "Pesquisas ressaltam influência publicitária nos hábitos infantis"

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

SBT insiste em publicidade disfarçada

De acordo com o blogue do Instituto Alana, Consumismo e Infância, o canal SBT vai continuar anunciando a marca dos produtos nos programas infantis de sua programação - mesmo depois de uma multa de 1 milhão de reais por publicidade disfarçada.
Segundo o blogue:

No dia 10 de outubro, o jornalista Maurício Stycer divulgou em primeira mão uma decisão histórica do governo brasileiro: o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), ligado ao Ministério da Justiça, decidiu multar a emissora SBT por conta dos apelos comerciais durante os programas infantis “Bom Dia & Cia” e “Carrossel Animado”.

No entanto, a emissora já mandou seu recado de que não desistirá da tática e afirma que vai recorrer da multa na Justiça, conforme informação publicada na segunda-feira na coluna Outro Canal, da Folha de S.Paulo.

Durante os programas, as crianças são convidadas a responder questões por telefone para concorrer a prêmios, sempre anunciados pelo nome da marca e não do produto. Assim, ao invés de dizer que o participante vai ganhar um videogame ou uma boneca, os apresentadores dizem “Barbie”, “PlayStation” etc.

O principal argumento dos advogados de defesa do SBT contra a multa é que a emissora não é remunerada para anunciar as marcas e que só o faz porque as crianças reconhecem os produtos pelo nome...

Independentemente de se confirmar como merchandising ou publicidade camuflada (o que acreditamos que se confirme), o formato dos dois programas é um tropeço por si, ao enaltecer o consumo entre crianças.

O caso não foi fruto de uma denúncia do Projeto Criança e Consumo, embora tenhamos questionado o formato do “Bom Dia e Cia.” junto ao Ministério Público em 2009. Na ocasião, a coordenadora do Projeto classificou o programa como uma “grande vitrine de produtos direcionados às crianças que estimula, de forma muito agressiva, o consumismo infantil”.

Isso, não dá para negar.



Postado por Marina

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Busca pela Proteção

Visivelmente irritada com a abordagem e insistência dos paparazzi, em Nova York, Suri Cruise foi clicada. Ela fez de tudo para evitar o assédio, se escondendo com um urso de pelúcia. A garotinha estava ao lado da mãe, a atriz Katie Holmes. Suri correu em direção ao hotel Trump International, onde a atriz teve uma reunião de negócios.







Postado por Marina

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

negociando por uma Barbie

Maureen McCormick
 Se hoje o filhos negociam com os pais para ganharem presentes e terem seus objetos de desejo, engana-se quem pensa que isso é novidade. Uma campanha dos anos 70 das bonecas Barbie mostra o lançamento da então inovadora "Twist and Turn", que podia ser mexida girando e torcendo a cintura. Nessa campanha a menina pergunta ao narrador o que ela deve fazer com sua "velha boneca", que já está ultrapassada, e recebe como resposta a possibilidade de trocá-la por uma nova - e para isso bastava ir na loja e pagar a diferença entre os produtos.
A propaganda traz a estrela infantil Maureen McCormick, que atualmente trabalha como dubladora de séries.





Postado por Marina

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

exposição

As celebridades instantâneas e fugazes estão cada vez mais em destaque por aí. Fazem questão de chamar atenção por onde passam, despertando furor nas multidões enlouquecidas por um autógrafo: um rabisco de caneta de uma mão como qualquer outra. Fabricados em reallity shows, em grupos musicais ou mesmo no meio jornalístico, as celebridades, além de expõem sua vida a quem quiser ver, agem como se fossem portadores de algum poder especial - que lhes colocam em uma posição de direito e razão intermináveis.
Mas o porquê desse preciosismo da vida alheia? Aqueles trabalham na televisão, ou têm aparecimento recorrente nela, se tornam "deuses" resignificados por seus fãs. Lançam roupas, jogos, acessórios e muitos outros produtos com seu rosto e seu nome, e através disso, fomentam o consumo alienado de necessidades inventadas.
Filhos de famosos sempre são alvo dos paparazzi. Desde a gravidez até a maioridade, muitos tem sua vida monitorada pela mídia, que quer alimentar a curiosidade dos fãs. Porém, parte desses trabalhadores que estão em destaque na mídia, sabe dosar a autopromoção e tentam conservar suas vidas da maneira mais natural possível. Segundo eles, quanto mais você tenta esconder o que faz nos momentos como "um simples mortal", mais vão inventar sobre sua vida.
Abaixo, momentos de famosos com seus filhos, sem muita preocupação em escondê-los ou usá-los para autopromoção.

David Beckham e a pequena Harper

Jéssica Alba com as filhas Haven (no colo) e Honor
Juliana Paes, seu marido e o filho Pedro

Natalie Portman com o filho Aleph




Postado por Marina

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

menos telas, mais realidade


A Academia Americana de Pediatria Pais divulgou estudo que afirma que pais de crianças menores de dois anos devem evitar expor seus filhos ao uso de aparelhos eletrônicos, mesmo se estiverem utilizando programas ou jogos educativos. Essa recomendação foi divulgada nesta terça-feira (18) e indica que crianças dessa idade devem aprender brincando e não através de conteúdos apresentados em telas de televisão, computadores, celulares e tablets - o que deve ser incentivado durante toda a infância.

Segundo nota da Academia de Pediatria, a “tentação” de usar aparelhos eletrônicos para entreter os pequenos é grande e existem diversos programas e aplicativos voltados a ajudar no desenvolvimento de crianças dessa idade. Porém, não há comprovação científica de que crianças tão pequenas sejam capazes de entender o que está acontecendo na tela - portanto a exposição pode causar mais mal do que bem, atrasando o desenvolvimento infantil, principalmente o da linguagem quando chegam na idade escolar.

“Crianças pequenas aprendem melhor através da interação com humanos, não com telas”
diz a nota da AAP.

Brincar livremente, segundo os pediatras, estimula o cérebro ao fazer a criança pensar criativamente e resolver problemas, e também desenvolve a coordenação motora. Além disso, ensina a criança a se entreter sozinha, estimulando a independência; as crianças aprendem mais com apresentações ao vivo, a exemplo das peças de teatro, do que com a mesma apresentação em uma tela.

Abaixo, um exemplo excelente de espetáculo teatral para crianças: A Cãofusão

 Postado por Marina

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

crianças recebem o dobro de radiação dos celulares do que adultos

Um artigo denominado Exposure Limits: The underestimation of absorbed cell phone radiation, especially in children, aponta que crianças absorvem duas vezes mais a radiação de micro-ondas dos celulares do que adultos. Ele nota que o processo projetado pela indústria para avaliar a radiação de micro-ondas dos telefones pelas crianças demonstrou que elas absorvem duas vezes mais a radiação do celular em suas cabeças, e até o triplo no hipocampo e no hipotálamo, há uma maior absorção em seus olhos, e até 10 vezes mais em sua medula óssea, em comparação com os adultos. Além disso, o estudo relata que os aparelhos, comumente carregados nos bolsos junto ao corpo, excedem os níveis de exposição recomendados pelas diretrizes da Comissão Federal de Comunicações.
Os autores do artigo incluem três membros do Environmental Health Trust: Devra Davis, Lloyd Morgan e Ronald B. Heberman. Esse artigo teve contribuição de um brasileiro, Álvaro Augusto de Salles, do departamento de engenharia elétrica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.



O processo atual baseia-se em um homem alto cujos 40 tecidos cerebrais são considerados como exatamente iguais. Um sistema muito melhor apoia-se em modelos baseados anatomicamente de pessoas de várias idades, incluindo as mulheres grávidas, que pode determinar a radiação absorvida em todos os tipos de tecido e que pode ser responsável pela maior absorção nas crianças. Assim, os celulares podem ser certificados levando-se em consideração os usuários mais vulneráveis - as crianças - de acordo com a abordagem "tão baixa quanto razoavelmente possível" (ALARA) levada em padrões de situações para o uso de aparelhos radiológicos.





Postado por Marina

Troca-Troca

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Pesquisadora da Feevale participa do II Seminário Criança e Consumo da UFRGS

A professora e pesquisadora Saraí Schmidt, da Universidade Feevale, participará da mesa A mídia no fazer pedagógico com o repórter Marcelo Canellas, da Rede Globo, e com a  professora Helena Lucas de Oliveira, da UFRGS, no II Seminário Criança e Consumo.
O evento ocorrerá de 17 a 21 de outubro de 2011, no Auditório da Faculdade de Arquitetura (Rua Sarmento Leite, 320) Campus Central da UFRGS.
O tema CRIANÇA E CONSUMO será abordado sob a visão dos direitos da criança/adolescente nos seus diferentes aspectos e cenários e as consequências do assédio da mídia e da publicidade sobre a saúde do público infantil, desde a alimentação à erotização precoce, divulgando e discutindo estes conhecimentos a profissionais da saúde, da educação, a pais de alunos de escolas de educação infantil e de ensino fundamental e a comunidade em geral.
A proposta da mesa na qual Saraí participará, no dia 18 de outubro as 14h, é discutir  a relação Comunicação e Educação tendo como foco a educação para o consumo. A professora Saraí fará uma discussão a partir dos resultados da pesquisa A Criança na Mídia nossa de cada dia: um estudo sobre consumo e cultura infantil, que desenvolve com o apoio do CNPq e da experiência como líder do projeto de extensão Nosso Bairro da Feevale que realiza desde 2002 um trabalho sobre a leitura da mídia com escolas públicas. "O seminário será um grande debate reunindo excelentes profissionais de diferentes áreas. Uma oportunidade para discutir a importancia da universidade estar envolvida na discussão sobre consumo infantil. Este é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido na Feevale na extensão e na pesquisa", afrma a professora.
O evento está sendo realizado pelo Departamento de Educação e Desenvolvimento Social (PROREXT / UFRGS) e pelo Núcleo Interdisciplinar de Doenças Crônicas na Infância.
Mais informações estão disponíveis na página do DEDS – http://paginas.ufrgs.br/deds, bem como através do e-mail prevencaoinfancia-prorext@ufrgs.br.

Publicidade disfarçada gera multa ao SBT

Já se tornou natural para as crianças que assistem aos programas "Bom Dia & Cia" e "Carrossel Animado" nomes de marcas e jogos.
De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, nos artigos 36 e 37, “a publicidade deve ser veiculada de tal forma que o consumidor, fácil e imediatamente, a identifique como tal” e “é proibida toda publicidade enganosa ou abusiva”, incluindo nestes casos o anúncio que “se aproveite da deficiência de julgamento e experiência da criança”.
Portanto, ao anunciar a marca ao invés do produto, o SBT infringe esses artigos, e como punição terá que pagar multa de R$ 1 milhão por publicidade disfarçada em programa infantil.
Segundo o Ministério Público Federal, “o abuso contra a criança fica mais explícito, pois a apresentadora infantil avaliza os produtos que o anunciante lhe paga para endossar, confundindo-as, enganando-as e traindo sua confiança”.





Postado por Marina

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

coagir


Vídeo produzido por alunos da materia de Etica e Lesgilação do Curso de Publicidade e Propaganda do UNASP-EC.
 

"ninguém pode ser coagido" 

As telas e a formação óssea das crianças


No dia das crianças, o portal de notícias Clic RBS publicou uma notícia com manchete: "Muito tempo na frente da TV e do computador pode causar problemas de coluna nas crianças". Ela traz informações sobre os melefícios que o excesso de tempo na frente das telas pode gerar à saúde.

O sedentarismo e a má postura podem causar problemas irreversíveis, já que é na infância que se dá grande parte da maturação dos ossos.

Mais uma vez aparecem dicas e atuitudes que podem ser realizadas pelos pais, evitando maiores transtornos futuros.

Confira abaixo um trecho da matéria:

Novos riscos para crianças
Doenças como tendinite e hérnia de discos que eram comuns em adultos, agora estão atingindo as crianças. As principais causas costumam ser o sedentarismo precoce e a má postura. A hérnia de disco costuma aparecer em pessoas que não tem uma postura correta no dia a dia, forçando as placas e criando assim uma lesão entre os discos que formam a coluna vertebral.

— O videogame e o computador são atividades que deixam as crianças muito paradas. Nosso corpo precisa de movimento, a musculatura da coluna precisa de exercícios para se fortificar, já que passamos um terço das nossas vidas deitados — explica Peroco.

Para evitar dores precoces e problemas mais graves no futuro, o ideal é que os pais limitem o tempo que a criança pode ficar sentada em frente à televisão ou computador e reserve esses momentos para momentos em que não é possível desenvolver uma atividade aeróbica fora de casa.

— Os pais devem incentivar a criança a brincar e se divertir com atividades como pedalar, correr, praticar um esporte. Na fase que a criança está em formação é de extrema importância que ela se exercite, deixando que a mente e o corpo cresçam e se desenvolvam de forma saudável — afirma.



Postado por Marina

terça-feira, 11 de outubro de 2011

G1 incentiva a distinção de gêneros através de estereótipos

O portal de notícias G1 tem este ano uma sessão especial para o dia das crianças, onde matérias relacionadas ao universo do consumo e infância são colocadas.
Os números crescentes do consumo de brinquedos e do aumento dos impostos são significativos e de importância indiscutível a ser publicados, outras matérias sobre origem do Dia das Crianças e brincadeiras que fizeram parte da infância de alguns leitores também.

Mas o que impressiona é a página destinada e dicas de presentes para as crianças, que segundo eles "traz sugestões para meninos e meninas de todas as idades". Nesta página, todos os artifícios utilizados para organizar estas dicas incentivam a segmentação dos gêneros - propondo "presentes para meninas" em fonte rosa, com sugestões de bonecas, perfumes, roupas de cama e etc. E "presentes para meninos" em fonte azul, com sugestões de motos, skate e IPod.








Postado por Marina

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

beatlemaníacos e beliebers

Uma entrevista no programa Bom Dia Minas, da afiliada da Rede Globo, trouxe ao estúdio a psiquiatra Cristina Contigli.
A especialista falou sobre a adoração aos ídolos, em razão da passagem avassaladora de Justin Bieber pelo Brasil. Ao fazer referência à beatlemania, disse que as meninas comiam a grama onde pisavam os cantores. Do que são capazes as fãs de Justin Bieber?

imagem: divulgação


Hoje o cantor fará sua passagem por Porto Alegre, no estádio Beira Rio. Bieber chegou na capital por volta das duas horas desta tarde, e uma grande quantidade de pessoas já aguarda pelo evento desde sexta (7) na fila - barracas, cadeiras e muita ansiedade.


Postado por Marina

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

crianças em foco II

Com a aproximação do dia das crianças, comemorado em 12 de outubro, os meios de comunicação começam a evidenciar a imagem dos pequenos em reportagens e abordagens.

Reportagens recentes são, por exemplo, as publicadas no G1 sobre o empresário mineiro que  há 30 anos mantém um "hospital de brinquedos". Na área econômica, o aumento dos impostos sobre a comercialização dos brinquedos e o consequente aumento no valor deles.

 
Postado por Marina

Maurício de Sousa cria cinco novos personagens para HQs

A família baiana ainda não foi batizada, mas o cartunista já anunciou o desenho de pai, mãe e três filhos

"A Turma da Mônica, criação do cartunista Maurício de Sousa, vai ganhar cinco novos personagens. Pai, mãe e três filhos da Bahia vão conviver com os tradicionais personagens Mônica, Cebolinha, Cascão e sua turma.O anúncio foi feito pelo criador na manhã desta sexta-feira (7), em Salvador, onde Maurício de Souza foi homenageado com o título de cidadão soteropolitano na Câmara de Vereadores. Segundo o cartunista, os personagens ainda não foram batizados e não há previsão de quando eles vão compor os quadrinhos. Na história, o pai será produtor de eventos e a mãe um veterinária. Um dos irmãos gosta de música clássica, o outro de axé e ritmos baianos, e a menina, que será uma das melhores amigas de Mônica, vai tocar berimbau e lutar capoeira."
 fonte: G1

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

convite

"você não consegue nada?"

Abaixo um vídeo onde um menino de onze anos aparece participando de show de funk, com a dançarina Mulher Melancia.
Neste vídeo a mulher pede que o menino lhe faça uma declaração de amor.


Postado por Marina

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

johnson's baby shampoo

Para relembrar algumas campanhas da marca Johnson & Johnson's, mostro dois filmes mais antigos poduzidos para a linha Johnson's Baby. Eles soam muito animados e com energia, em comparação ao terceiro vídeo listado abaixo, onde as crianças cantam com vozes muito mais graves e quase sem movimentações ou expressividade corporal.







"Banho de cabelo cacheado sempre tem um cafuné."






Postado por Marina



quarta-feira, 28 de setembro de 2011

seminário "MARCAS E PÚBLICO INFANTIL, CONVERSA DE GENTE GRANDE" do MaxMídia gera polêmica


A imagem acima é a chamada para um dos seminários que faz parte do MaxMídia 2011, evento de marketing e comunicação que vai acontecer em São Paulo no início do próximo mês.

O seminário vai ter como debatedores Isabel Patrão, da Mattel Brasil; Mauro Multedo, do McDonald's Latam; Izael Sinem, da Nestlé e Gilberto Leifert, do CONAR. A proposta para o debate, disponível no material de divulgação do evento é:

"Elas são pequenas só no tamanho. A influência que as crianças exercem sobre os adultos é imensa e os anunciantes sabem bem disso. Com uma legislação rigorosa sobre a comunicação direta com o público infantil, os anunciantes discutem como dialogar com as crianças sem ultrapassar barreiras. Afinal, como criar relevância para quem já tem uma vida tão dinâmica, no mundo físico e virtual, como a das crianças hoje?"


 Porém, em publicação no blogue "Consumismo e Infância", do Instituto Alana, a redação sugere que neste encontro os publicitários discutirão sobre como persuadir as crianças e qual a maneira ideal para isso, supondo cooptação dos vulneráveis.

Ainda não é possível qual aboragem terá esta conversa, se tenderá a gerar produtos publicitários dentro do limite ou se passará ideia de manual intrutivo para convercer crianças.


Postado por Marina

"McFrutas"

O Portal de Notícias UOL - Ciência e Saúde veiculou uma notícia no início desta semana sobre a possível mudança na tabela nutricional do McDonald's, a partir de outubro.

Segundo a publicação do portal, o restaurante vai diminuir as quantidades de sódio, açúcar e gordura em alguns de seus produtos. Além disso, haverá novidades no cardápio: a opção de um prato com cinco tipos de salada e uma porção de frutas como acompanhante do tradicional McLanche Feliz.
 
Porém os dados acima não foram confirmados e ainda não foram anunciados nos restaurantes e veículos utilizados pela empresa, a exemplo de seu site oficial.

Atualmente a empresa de alimentos é a maior em seu segmento e lidera as pesquisas de preferência em restaurantes fast food. O McDonald's também é uma das únicas empresas mundiais que seguem um regimento de ética publicitária, definido em 2007.




Postado por Marina


números do "DIA DAS CRIANÇAS"

foto: Jefferson Botega




De acordo com dados publicados hoje (28) pela Serasa Experian, a expectativa para as vendas no Dia das Crianças deste ano é menor do ano passado. Isso se deve, segundo o bureau de crédito, à inflação, desestabilidade global, aliados à valorização do dólar e queda de juros aqui no Brasil.


Os dados quanto ao valor que supostamente vai ser gasto com presentes, na visão dos varejistas, é que

42% dos pais vão gastar até R$ 50 
39%, entre R$ 51 e R$ 100
14%, entre R$ 101 e R$ 200
3%, entre R$ 201 e R$ 300
1%, entre R$ 301 e R$ 500
e 1%, acima de R$ 500.

resultando num gasto médio de R$ 77 por presente.

Já em relação ao que as crianças ganharão, os varejistas apostam que

70% dos presentes serão brinquedos
9% celular e smartphone
7% eletrônicos
5% roupas, sapatos e acessórios
5% jogos eletrônicos
2% outros produtos de informática, como tablets, notebook, computadores
1% chocolates e doces
e 1% artigos esportivos.


Postado por Marina

terça-feira, 27 de setembro de 2011

crianças em foco

Com a aproximação do dia das crianças, comemorado em 12 de outubro, os meios de comunicação começam a evidenciar a imagem dos pequenos em reportagens e abordagens.

Reportagens recentes são, por exemplo, as publicadas no portal Clic RBS sobre como os pequenos são estimulados ao consumo em diferentes fases da vida, e sobre a proposta de mães a fazerem troca de brinquedos no dia das crianças por outros "presentes".


Postado por Marina

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

"Criança e Consumo" da vídeoteca PUC-SP



Vídeo produzido pela Videoteca da PUC-RS e Instituto Alana, sobre o consumismo e publicidade para o público infantil. Nele a coordenadora geral do projeto Criança e Consumo, Isabella Henriques, explica sobre o trabalho do Instituto e como proceder para denunciar uso abusivo da publicidade.

Postado por Marina

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

evolução tecnológica

A campanha abaixo é da empresa bancária Itaú, que utiliza a imagem da criança para ilustrar a rápida evolução da tecnologia. Através de diálogos espontâneos das crianças, ficam claras a ideia de necessidade em "mostrar que sabe o que cada coisa é" - assim como fazem os adultos: sempre precisam dar uma resposta, mesmo não tendo conhecimento claro do que falam.

 


Postado por Marina

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

"beliebers" afoitos

Faltam 19 dias para o show tão esperado por um grande número de crianças, adolescentes e adultos: Justin Bieber em Porto Alegre.
A vinda deste garoto para o Brasil tem tumultuado os arredores do estádio Beira Rio, oonde acontecerá o show. Desde o início das vendas de ingressos para o evento, o movimento por ali esteve frequente. Na ocasião da abertura da bilheteria, adolescentes passaram noites na fila para garantirem seus ingressos - que ainda tem venda disponível para todos os setores.

O site do Jornal Zero Hora está dedicando espaço para o evento, com uma cobertura prévia de tudo que acontece sobre o evento. Ao acessar o blogue Justin Bieber POA, pode-se ler matérias sobre crianças que pagaram para alguém guardar seu lugar na fila, outras que se tornaram fãs através do youtube, e assim por diante. Fica claro o frisson que o ídolo teen causa em pessoas de diversas idades.


Alguns comentários sobre o show, extraídos do blogue "Justin Bieber em POA".

Alguns gostam, outros não. Alguns apoiam e lavam os filhos, outros orientam os olhares para outros artistas ou contribuintes da arte.
E você?



Postado por Marina

concorrência

Computadores disponíveis na sala de aula, celulares trazidos de casa, vídeos games portáteis nas mochilas... com o que mais os professores têm que concorrer enquanto dão sua aula?
A interatividade e convergência midiática pode contribuir muito no ensino-aprendizado, para crianças, adolescentes e adultos. Mas também pode prejudicar.
O que mede o bom uso desses recursos? A maturidade influencia nessa utilização?

Veja abaixo a notícia veiculada hoje (21) no site G1 sobre a professora paulista que foi parar no hospital após pedir que seu aluno desligasse o celular.

Professora é agredida após pedir para aluno desligar celular em SP

Ela foi parar no hospital depois de ser chutada, cair e bater a cabeça.
Estudante foi suspenso na escola e poderá ser punido.

Uma professora foi parar no hospital em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, após ser chutada por um aluno da 7ª série do ensino fundamental da Escola Estadual Euryclides de Jesus Zerbini nesta segunda-feira (19). Ela havia pedido para o estudante desligar o celular. Após a agressão, a professora caiu e bateu a cabeça.
O celular do aluno já havia tocado quatro vezes quando a professora de 54 anos pediu que ele desligasse o aparelho. Como resposta, o adolescente de 14 anos a chutou. Na queda, ela teve lesões na cabeça e ferimentos em um dos joelhos. Ela foi levada para um hospital, onde foi medicada e liberada.
O caso foi registrado pela polícia como ato infracional, por envolver um adolescente. O Ministério Público vai pedir que o jovem compareça com um responsável em juízo para ser ouvido. A professora também prestará depoimento.
Apenas depois disso será decidido se o jovem irá cumprir uma medida socioeducativa ou será encaminhado para a Fundação Casa. A Secretaria de Estado da Educação disse que a escola prestou todo o atendimento necessário à professora. O aluno foi suspenso por três dias e receberá acompanhamento pedagógico.

Postado por Marina

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

"Publicidade Infantil NÃO - manifesto pelo fim da publicidade e da comunicação mercadológica dirigida ao público infantil"

Com um pouco mais de 14 mil assinaturas recolhidas em quase dois anos, o manifesto "Publicidade Infantil NÃO - pelo fim da publicidade e da comunicação mercadológica dirigida ao público infantil" vai receber apoiadores até o final deste ano.
Ele propõe o fim da publicidade e comunicação mercadológica dirigida à crianças menores de 12 anos. Segundo a direção do manifesto, a criança "ainda está em processo de desenvolvimento bio-físico e psíquico. Por isso, não possui a totalidade das habilidades necessárias para o desempenho de uma adequada interpretação crítica dos inúmeros apelos mercadológicos que lhe são especialmente dirigidos."

Para assinar, basta acessar o link do manifesto e preencher alguns de seus dados pessoais.

Postado por Marina

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

exemplo

O vídeo abaixo mostra o quanto as crianças seguem exemplos vistos, não apenas na televisão, mas também no que veem em casa, escola, ou a que são influenciadas e estimuladas. As imagens são do programa Domingo Legal do SBT e foram veiculadas no final dos anos noventa.

 

Postado por Marina

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Qual o limite?

Recorrentemente vemos notícias e reportagens que mostram a preparação e as práticas em desfiles de beleza intantis.Como já comentamos aqui neste blogue, são inúmeros artifícios para tornar as mini misses em pequenas adultas. Roupas, maquiagens, dentes postiços, apliques de cabelo e outros ítens são vistos "adornando" as crianças.
Mas, será que existe um limite para isso? Será que é necessário o uso disto?

Veja a notícia veiculada hoje (15) no site G1, sobre a mãe americana que acha normal a filha de quatro anos usar seios e bumbum falsos nas disputas de beleza.


Mãe defende uso de seios e bumbum falsos em miss de 4 anos

'Para algumas pessoas, é um pouco demais, mas, para nós, é normal', diz.
Maddy Jackson passa por transformações radicais durante os concursos.

A menina americana Maddy Jackson, de 4 anos, passa por transformações radicais para participar de concursos de beleza infantil. Sua mãe Lindsay chega a colocar seios e bumbum falsos na filha quando ela participa das competições.
Maddy Jackson usa seios postiços e bumbum falso para participar de concursos. (Foto: Alan Poizner/Barcroft USA/Getty Image)Maddy Jackson usa seios postiços e bumbum falso para participar de concursos. (Foto: Alan Poizner/Barcroft USA/Getty Image)
 
Apesar das críticas, Lindsay se defende e diz não ver problemas na transformação feita na filha. "Para algumas pessoas, é um pouco demais, mas, para nós, é normal. Quando ela usa os seios postiços e bumbum falso, é apenas como um bônus extra", afirmou a mãe.
'Para algumas pessoas, é um pouco demais, mas, para nós, é normal', diz mãe de miss. (Foto: Alan Poizner/Barcroft USA/Getty Image)


As crianças não são avaliadas por sua espontaneidade e carisma natural. E, de fato, não deveriam ser avaliadas.
Se no final de um consurso de beleza são escolhidas três ou quatro vencedoras, quantas são as "perdedoras"?

Postado por Marina